Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

More Awesome

Vem conhecer-me.

Vem conhecer-me.

"Família!"

A Páscoa não me é muito. A família sim. Ou penso que seja. Ontem era dia da família, julgava eu. Erradamente presumo. Não esteve ninguém em casa. Só eu e o meu irmão mais velho. A mãe? Foi a uma festa de anos para a qual não recebi qualquer convite. Os avós? Foram almoçar com os meus tios e primas, almoço para o qual não recebi qualquer convite, igualmente. A mana? Foi com a mãe. Fiz massa para o almoço e passámos a tarde a ver o "Rio2" na SIC, entusiasmante este dia... Chegaram todos por volta das 19h e jantámos em família. Uma fantochada mais concretamente. Porquê fantochada? Fingimos, como sempre, que somos muito unidos e que nada nos separa. Não passou de um dia normal na minha família. 

Descrevendo-os um a um:

A minha mãe, é aquela pessoa com a qual eu não tenho grande ligação e que acha que eu só sirvo para fazer as tarefas domésticas por ela. Estamos sempre a discutir, não falha um dia.

O meu irmão, é aquela pessoa que eu adoro mas que defende o lado que mais lhe interessa (o meu ou o da minha mãe). Viciado em jogos e super dependente da minha mãe.

A minha irmã é a criança mais mimada que conheci mas no entanto com o sorriso mais doce.

A minha avó é aquela pessoa que pensa tudo mas não diz nada. Esconde a sua independência do meu avô e não sei ao certo porquê...

O meu avô é a melhor pessoa do mundo. Sempre me apoiou quando jogava volei (durante 5anos), quando dancei ( durante 3anos). É ele que me leva a todo o lado, seja para ir sair a Lisboa ou ali ao café da esquina. Vai-me buscar e levar a que horas tiver de ser. É um anjo.

Não resta mais ninguém cá de casa.

 

Este é o meu dia de Páscoa. Esta é a minha família.

 

Beijinhos, 

 

Carolina.PNG